Ela se caracteriza pelo aspecto ondulado da epiderme, tipo “casca de laranja”, em algumas áreas do corpo. Afeta cerca de 95% das mulheres após a puberdade, de todas as etnias, embora seja mais comum entre as de pele branca. A celulite tende a ocorrer nas áreas onde a gordura está sob a influência do estrógeno (hormônio feminino), como nos quadris, coxas e nádegas. A obesidade não é condição necessária para a sua existência; há mulheres magras com celulite.

A causa da celulite não é plenamente conhecida. Os fatores predisponentes parecem ser hereditários, tais como: sexo, etnia, biotipo corporal e distribuição de gordura. Outras causas externas podem provocar o surgimento da celulite, como consumo de cigarro, estresse, má alimentação e falta de exercícios físicos. Existem vários graus de celulite, desde aquele em que as depressões só aparecem quando se pinça a pele com os dedos ou os músculos se contraem, até o aspecto acolchoado e nodulações sempre visíveis. Nos graus avançados, a celulite pode até causar dor.
O tratamento da celulite será determinado conforme o seu grau (mediante avaliação), que pode variar do nível l ao nível IV. Com base na avaliação serão definidos os procedimentos que podem englobar:

• Detox;
• Drenagem linfática
• Endermoterapia
• Radiofrequência
• Ultrassom Avatar
• Plataforma Vibratória
• Ozonioterapia
• Massagens com ativos drenantes e lipolíticos .

Área a ser tratada? Corpo todo
Quanto tempo dura a sessão? 1 hora
Quantas sessões são necessárias? Mínimo de 10 sessões. Frequência de 1 a 2 vezes por semana.
• Processos infecciosos / inflamatório
• Câncer
• Trombose venosa profunda
• Dermatites
• Gestantes
• Flacidez de pele excessiva
Abrir Whatsapp